Pular para o conteúdo

Memória fica fraca com a idade? Veja 5 dicas para deixar a sua afiada

Não é à toa que nos acostumamos a associar envelhecimento com esquecimento – e até nos divertimos com isso. Com o passar dos anos, a memória, assim como outros processos do corpo, sofre um desgaste e pode começar a falhar. “A velocidade de transmissão do impulso nervoso entre os neurônios diminui com o envelhecimento. Com isso, as habilidades cognitivas podem não ter a mesma eficiência de quando a pessoa era mais jovem”, afirma o neurocientista e neurocirurgião Fernando Gomes, colunista do VivaBem. Lucas Porcello Schilling, neurologista e pesquisador do Instituto do Cérebro do Rio Grande do Sul, explica que o declínio da memória começa a ser perceptível a partir dos 50 anos, intensificando-se após os 60. Mas isso não quer dizer que todo mundo terá problemas de esquecimento ao envelhecer. Schilling afirma que uma pessoa ativa intelectualmente, que estuda e lê bastante, por exemplo, tende a postergar o surgimento de falhas de memória. Portanto, quanto mais utilizada, mais eficiente se torna essa aptidão cognitiva.

FONTE: https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2019/10/18/a-memoria-fica-fraca-com-a-idade-veja-5-dicas-para-deixar-a-sua-afiada.htm

Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter e receba todas as novidades da Clínica Dr. Fernando Gomes